Letra e Poesia



Felicidade

Não se acostume com o que não o faz feliz, revolte-se quando julgar necessário. 
Alague seu coração de esperanças, mas não deixe que ele se afogue nelas. 
Se achar que precisa voltar, volte! 
Se perceber que precisa seguir, siga! 
Se estiver tudo errado, comece novamente. 
Se estiver tudo certo, continue.
Se sentir saudades, mate-a. 
Se perder um amor, não se perca! 
Se o achar, segure-o!

Fernando Pessoa





Sorriso 


Há Momentos


Há momentos na vida em que sentimos tanto
a falta de alguém que o que mais queremos
é tirar esta pessoa de nossos sonhos
e abraçá-la.



Sonhe com aquilo que você quiser.
Seja o que você quer ser,
porque você possui apenas uma vida
e nela só se tem uma chance
de fazer aquilo que se quer.



Tenha felicidade bastante para fazê-la doce.
Dificuldades para fazê-la forte.
Tristeza para fazê-la humana.
E esperança suficiente para fazê-la feliz.



As pessoas mais felizes
não têm as melhores coisas.
Elas sabem fazer o melhor
das oportunidades que aparecem
em seus caminhos.



A felicidade aparece para aqueles que choram.
Para aqueles que se machucam.
Para aqueles que buscam e tentam sempre.
E para aqueles que reconhecem
a importância das pessoas que passam por suas vidas.



O futuro mais brilhante
é baseado num passado intensamente vivido.
Você só terá sucesso na vida
quando perdoar os erros
e as decepções do passado.



A vida é curta, mas as emoções que podemos deixar
duram uma eternidade.
A vida não é de se brincar
porque um belo dia se morre.



Clarice Lispector








Vou compartilhar este poema que vi no blog
da amiga Juh Lemos -  Blog Amor Perfeito Amor
Lindo vale a pena conhece-lo.


Aprendi

Aprendi....que ninguém
é perfeito enquanto não se apaixona.Aprendi....que a vida é duramas eu sou mais que ela!!Aprendi que...as oportunidades nunca se perdemaquelas que desperdiças... alguém as aproveitaAprendi que... quando te importas com rancores e amarguras a felicidade vai para outra parte.Aprendi que... devemos sempre dar palavras boas... porque amanhã nunca se sabe as que temos que ouvir.Aprendi que...um sorriso é uma maneira econômica de melhorar teu aspecto.Aprendi que... não posso escolher como me sinto... mas posso sempre fazer alguma coisa.Aprendi que...todos, todos querem viver no topo da montanha... mas toda a felicidade está durante a subida.Aprendi que...o melhor é dar conselhos só em duas circunstâncias... quando são pedidos e quando deles depende a vida.Aprendi que...quanto menos tempo se desperdiça...mais coisas posso fazer.



O sonho

Sonhe com aquilo que você quer ser,
porque você possui apenas uma vida
e nela só se tem uma chance
de fazer aquilo que quer.

Tenha felicidade bastante para fazê-la doce.
Dificuldades para fazê-la forte.
Tristeza para fazê-la humana.
E esperança suficiente para fazê-la feliz. 

As pessoas mais felizes não tem as melhores coisas.
Elas sabem fazer o melhor das oportunidades
que aparecem em seus caminhos.

A felicidade aparece para aqueles que choram.
Para aqueles que se machucam
Para aqueles que buscam e tentam sempre.
E para aqueles que reconhecem
a importância das pessoas que passaram por suas vidas.

                                 Clarice Lispector





Soneto do Amor Total

Amo-te tanto, meu amor ... não cante
O humano coração com mais verdade ...
Amo-te como amigo e como amante
Numa sempre diversa realidade.

Amo-te afim, de um calmo amor prestante
E te amo além, presente na saudade.
Amo-te, enfim, com grande liberdade
Dentro da eternidade e a cada instante.

Amo-te como um bicho, simplesmente
De um amor sem mistério e sem virtude
Com um desejo maciço e permanente.

E de te amar assim, muito e amiúde
É que um dia em teu corpo de repente
Hei de morrer de amar mais do que pude.

Vinícius de Moraes

Feliz dia dos Namorados



O Amor
O amor, quando se revela, 
Não se sabe revelar. 
Sabe bem olhar p'ra ela, 
Mas não lhe sabe falar. 
Quem quer dizer o que sente 
Não sabe o que há de *dizer. 
Fala: parece que mente 
Cala: parece esquecer 
Ah, mas se ela adivinhasse, 
Se pudesse ouvir o olhar, 
E se um olhar lhe bastasse 
Pr'a saber que a estão a amar! 
Mas quem sente muito, cala;
Quem quer dizer quanto sente 
Fica sem alma nem fala, 
Fica só, inteiramente! 
Mas se isto puder contar-lhe 
O que não lhe ouso contar, 
Já não terei que falar-lhe 
Porque lhe estou a falar..


Poema da Paz

O dia mais belo? Hoje
A coisa mais fácil? Equivocar-se
O obstáculo maior? O medo
O erro maior? Abandonar-se
A raiz de todos os males? O egoísmo
A distração mais bela? O trabalho
A pior derrota? O desalento
Os melhores professores? As crianças
A primeira necessidade? Comunicar-se
O que mais faz feliz? Ser útil aos demais
O mistério maior? A morte
O pior defeito? O mau humor 
A coisa mais perigosa? A mentira
O sentimento pior? O rancor
O presente mais belo? O perdão
O mais imprescindível? O lar
A estrada mais rápida? O caminho correto
A sensação mais grata? A paz interior
O resguardo mais eficaz? O sorriso
O melhor remédio? O otimismo
A maior satisfação? O dever cumprido
A força mais potente do mundo? A fé
As pessoas mais necessárias? Os pais
A coisa mais bela de todas? O amor

Madre Teresa de Calcutá

Seja Simplesmente Você!

 Heloisa Amaral de Souza





Hoje, decidi fazer algo novo.
Decidi ouvir o som, abafado, do meu sussurro e entender que algumas coisas são inexplicáveis e permanecerão, para sempre imutáveis.
Meu coração rendeu-se ao silêncio, e pude perceber que há, também, muitas outras coisas que podem ser lançadas no mar do esquecimento, e, essa atitude, mudar, definitivamente... a história da minha vida.
Olhei-me, atentamente, pela primeira vez e vi-me como, realmente, sou...
Olhei-me sem hipocrisia...
Sem máscaras...Sem desculpas...
Desnudei-me de mim mesmo...
Meu coração guiou-me a um encontro
Com a minha Humanidade.
Pude perceber que tornar-me humana
Significa reconhecer que não sou perfeita,
Que sou passível de errar,
Que não preciso ter todas as respostas.
Percebi que tenho deficiências,
Áreas de sombra...
Desejos ocultos...
Fraquezas que não podem ser confessadas.
Rasguei-me, por dentro, ao confrontar-me
Com minha humanidade.
Percebi que viver no contexto da eternidade
Significa considerar-se infalível,
Ser cheio de arrogância,
Achar-se acima do bem e do mal.
Ser intolerante,
Julgar as pessoas por suas falhas...
Não ser compassivo...
Chegar ao extremo na busca pela perfeição.
Que alto preço a se pagar. Entretanto, não abro mão mais da minha humanidade.
Cometerei erros, terei decepções, sofrerei,
Mas, também, serei mais tolerante,
Menos arrogante...
Mais compreensivo...
E saberei amar, de uma maneira plena,
Livre de pré-conceitos e preconceitos...Essa será minha eterna busca:
Morrer para mim mesmo, e renascer, mais humano, a cada novo dia.



De mansinho

Bem que o moço da televisão avisou que ela daria o ar da graça a qualquer momento. Mas ela chegou tão quietinha, tão silenciosa, que eu custei a perceber, quando dei pela coisa ela já estava bem ali, do lado de fora. Quando saí de casa logo cedinho, antes das sete, a segunda-feira parecia normal, o céu cinzento mas de nuvens aparentemente altas, aquela manhã que prometia não ser nem muito quente, nem muito fria, o que era um alívio depois de um fim de semana absurdamente quente e seco. Só fui realmente notar a presença dela depois da primeira aula, já passava das 9, nem sei direito quando foi que ela começou. Mas foi muito bem vinda.  Caiu fininha, sem relâmpagos nem trovões, como convém a uma chuva que vem para aliviar a secura das plantas. Num minuto o cheiro de terra molhada dos vasos enormes do jardim de inverno do prédio, as folhas e flores ficando limpinhas depois de meses de poeira afastada à custa de muito aguar, as gotas respingando na janela. Pegou alguns desavisados de surpresa na rua, sem sombrinha e correndo para debaixo das marquises, causou uns probleminhas de praxe no trânsito, porque tem sempre um semáforo que pára de funcionar nessas horas e um motorista sem-noção pra achar que dirigir com chuva ou sem, é tudo a mesma coisa e, né, não é mesmo. Veio pra apagar os incêndios no mato, podia ter chegado no domingo, quem sabe assim aquele acidente feio que a gente viu na estrada nem teria acontecido… Mas espero que ela tenha vindo pra ficar, caindo um pouquinho de cada vez, mas com constância, até que o verde se restabeleça e os passarinhos que fugiram do fogo pro centro da cidade (gente, até tucano eu vi por aqui, e eu estou no meio dos prédios…) possam voltar pro mato e reconstruir seus ninhos. E assim, aos pouquinhos, devagarinho, talvez as coisas consigam voltar aos seus devidos lugares.
***






Soneto do amigo


Enfim, depois de tanto erro passado 

Tantas retaliações, tanto perigo 

Eis que ressurge noutro o velho amigo 

Nunca perdido, sempre reencontrado.



É bom sentá-lo novamente ao lado 

Com olhos que contêm o olhar antigo 

Sempre comigo um pouco atribulado 

E como sempre singular comigo.



Um bicho igual a mim, simples e humano 

Sabendo se mover e comover 

E a disfarçar com o meu próprio engano.



O amigo: um ser que a vida não explica

Que só se vai ao ver outro nascer

E o espelho de minha alma multiplica...



Vinícius de Moraes

Se Inscreva para receber novidades.